F1

Giaffone assina com Grupo Globo e vira novo comentarista da F1 e Stock Car a partir de 2019

Responsável pelos comentários nas transmissões da Indy na Band por mais de dez anos, Felipe Giaffone vai encarar um novo desafio na sua carreira televisiva. Agora, o piloto vai integrar o time de comentaristas do Grupo Globo, predominantemente no SporTV. Para tal, Giaffone vai ter de abandonar sua função de comissário de provas da FIA
Grande Prêmio / FERNANDO SILVA, de Sumaré
Felipe Giaffone vai ser o novo comentarista do Grupo Globo a partir da temporada 2019, o GRANDE PRÊMIO pode confirmar. Aos 44 anos, o campeão da Copa Truck em 2017 e piloto de destaque na Indy no início dos anos 2000, assume um novo desafio na sua carreira com o microfone depois de ser comentarista das transmissões da Indy pela Band por mais de dez anos. Na emissora carioca, Giaffone vai trabalhar como um dos comentaristas nas transmissões de F1 e da Stock Car ao lado do jornalista Reginaldo Leme, predominantemente no SporTV, mas, eventualmente, também na Rede Globo.
 
A presença de Giaffone, organizador das 500 Milhas de Kart da Granja Viana, nas transmissões do Grupo Globo como comentarista da F1 vai levar o piloto a uma decisão: deixar sua função como comissário de provas da FIA (Federação Internacional de Automobilismo).
 
Quanto à transmissão nas corridas da F1 pela Rede Globo, o também piloto e comentarista Luciano Burti segue na equipe, sendo um dos titulares, além de Reginaldo Leme, com alternância maior em relação aos narradores, a depender das transmissões paralelas nos finais de semana de GP. Como foi na fase final do ano passado, as transmissões na Rede Globo vão ser reprisadas em horário alternativo pelo SporTV.
Giaffone já dividiu transmissões na Band com narradores como Luciano do Valle, Téo José e Eduardo Vaz (Foto: Reprodução)
Felipe se notabilizou pelo grande destaque como comentarista nas transmissões da Indy, tendo a chance de trabalhar com narradores do naipe de Téo José, hoje na Fox Sports, e do saudoso Luciano do Valle (1947 - 2014). No ano passado, Giaffone dividiu as transmissões da Indy, na maior parte da temporada, com Eduardo Vaz, titular como narrador da categoria depois da saída de Téo.
 
"Foram mais de dez anos junto com a Band. Obrigado, Téo José, por ser o responsável a me tornar comentarista daquilo que mais gosto de fazer. Tive experiências tops demais neste tempo com o eterno Luciano do Valle e, terminando, com o Dudu Vaz nesse ano", escreveu Giaffone à época da confirmação da sua não permanência na Band, no fim do ano passado.
 
"Obrigado, parceira Tati Saad, que sempre acompanhou tudo de perto. Em 2019 não estaremos mais trabalhando juntos, mas agradeço por todo aprendizado em um ramo que não imaginava trabalhar quando era pequeno", agradeceu também à diretor-executiva da Band, Tatiana Saad.
 
Também no fim do ano passado, o Grupo Globo anunciou as saídas dos comentaristas Lito Cavalcanti e Max Wilson, que trabalharam juntos nas transmissões da F1 pelo SporTV, via de regra ao lado do narrador Sérgio Maurício nos últimos anos.

Ainda não há uma definição de quem vai ser o comentarista titular das transmissões da Indy na Band ao longo da temporada 2019, que segue tendo dois brasileiros em tempo integral, Tony Kanaan e Matheus Leist, e Helio Castroneves no GP de Indianápolis e na Indy 500.